WebSeo
O coronavírus emergência trouxe a economia mundial de joelhos. Muitas nações tentaram defender-se...
WebSeo
2020-05-12 12:33:23
WebSeo logo

Blog

forte Xiaomi coronavírus: quarto lugar na Europa Ocidental

Mérito de preços baixos?

O coronavírus emergência trouxe a economia mundial de joelhos. Muitas nações tentaram defender-se com uma quarentena mais ou menos longo, que tem tido e continuará a ter grandes repercussões. O mercado de smartphones mostrou uma pesada -17% em relação ao primeiro trimestre do ano fiscal passado, uma contração forte, mas compreensível. Apesar de uma situação dramática em alguns aspectos, o chinês colosso Xiaomi parece desfrutar de uma excelente estabilidade.
E "estabilidade" é um eufemismo, já que estamos falando da quarta fabricante de smartphones na Europa Ocidental, um resultado que há algum tempo teria parecido impensável. Apesar do declínio geral do mercado, Xiaomi conseguiu manter no primeiro trimestre de ano as vendas em linha com o ano anterior.
O instituto de pesquisa Strategy Analytics acredita que muito do sucesso Xiaomi depende de sua excelente estratégia de produção, com fábricas e os fabricantes localizados em todo o mundo. Outro fator seriam os canais de vendas, dado que Xiaomi é extremamente ativa online. Não confiar tanto em lojas físicas, a empresa tem mitigado significativamente o impacto do coronavírus, o que obrigou os consumidores em casa.
Para Xiaomi passou a deter 10% do mercado de smartphones. Europa Ocidental vê um pódio feito de Samsung, Apple e Huawei. Xiaomi está em quarto lugar, mas parece disposto a tomar essa terceira vantagem tendo lugar do momento difícil da Huawei. Neste ponto, será interessante ver como os Estados Unidos pretendem comportar com respeito para com a proibição da mesma Huawei. Estes dias discutindo a Huawei vai excluir os EUA de decisões sobre redes 5G, uma decisão que teria o seu porquê. O que Trump levando a administração a rever a sua posição sobre a proibição.
Enquanto isso, a previsão para o futuro próximo não são otimistas. O impacto do coronavirus no mercado de smartphones vai de fato ser consistente. Os analistas esperam um declínio nas vendas na Europa em cerca de 10% ao longo de 2020. O mais pessimista, em vez falar sobre números impressionantes, com uma contração de entre -27 e -47% do mercado.

ARTIGOS RELACIONADOS